ENSAIO DA FANFARRA DO PROGRAMA "MAIS EDUCAÇÃO"


Na manhã desta sexta-feira (29.08), a Fanfarra dos alunos do Programa "Mais Educação" da Escola Municipal Francisco Escorsin teve ensaio na Avenida. Sob a coordenação dos instrutotres Denis e Kaio, muita animação e dedicação para fazer bonito no Desfile Cívico de 7 de setembro.

Gelos também podem ser contaminados

É natural a população deduzir que o gelo é livre de qualquer tipo de contaminação viral e bacteriana. Mas diversos estudos realizados nos últimos anos no Brasil apontam que os gelos, principalmente produzidos comercialmente para gelar bebidas em estabelecimentos ou nas praias, podem ser contaminados por microrganismos nocivos à saúde humana.
Um dos primeiros estudos sobre o assunto foi realizado em 2003 e publicado em reportagem especial da Ong AIDS. Encomendado pela Associação Brasileira do Alumínio (Abal), amostras de gelos industriais manipulados e produzidos por vendedores de bebidas foram enviados para o Instituto de Tecnologia de Alimentos de São Paulo para análise.
Em todas as amostras, havia níveis de contaminação de microrganismos aeróbios mesófilos, bem como bolores e leveduras acima de 50 unidades formadores de colônias por centímetro quadrado. Essa é uma quantidade muito acima do recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS).
O estudo aponta que as laterais externas das latas de refrigerantes e cervejas, por exemplo, contém vírus e principalmente bactérias e fungos e esses organismos estão presentes, por incrível que pareça nos gelos utilizados para a refrigeração dos produtos.
O curioso do estudo é que, segundo infectologista Edmilson Migowski, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, organismos encontrados em grande escala no gelo podem ser indícios da existência de outras ameaças, como o vírus da hepatite A, pois esse vírus é muito resistente até mesmo para temperaturas abaixo de zero, como os gelos.
Outro estudo mais atualizado, publicado em outubro de 2013 pelo Congresso Brasileiro de Química revela que gelos utilizados por empresas para refrigeração de alimentos em geral, em grande parte, contém valores para coliformes totais e termotolerantes variando entre 23 e 1100 NMP/100mL. Vale ressaltar que Ministério da Saúde exige ausência de coliformes e totais e E. coli em água destinada ao consumo humano. Mesmo que o gelo usado para resfriar embalagens de bebidas, por exemplo, é arriscada tal contaminação. Gelos usados para conservar carnes em estabelecimentos comerciais – peixarias são bom exemplo – são possíveis de contaminação.
Da mesma forma que os alimentos em geral, o gelo precisa ser manipulado e estocado sob condições sanitárias satisfatórias que evite sua contaminação. O gelo deve ser inodoro, insípido, sem nenhuma sujidade, parasitas e larvas. Essas normas são previstas pela legislação sanitária que estabelece que água potável deva ser utilizada na manipulação de alimentos e isso inclui, certamente, a manipulação de gelos.
Algumas empresas, como restaurantes e supermercados fabricam o próprio gelo, pois isso diminui custos. A produção geralmente é feita em grande escala e utilizam máquinas de gelo com capacidades adequadas a demanda de cada estabelecimento. Esses aparelhos que fazem gelos em grande escala precisam ser higienizados com certa frequência.
O Inmetro recomenda que a população, ao visitar bares, restaurantes e até supermercados, em caso de dúvidas ou desconfianças deve solicitar o certificado e documento atualizado da fiscalização da vigilância sanitária. Porém, na maioria das cidades brasileiras, até como consequência da baixa qualidade da saúde pública no país, conforme já publicado no blog do Chaguinhas, falta fiscalização eficiente por parte das autoridades de saúde.

Paulo Augusto Sebin é jornalista especializado em SEO. Reside na cidade de Londrina e trabalha no departamento de comunicação da empresa Termall. Atuou como assessor de imprensa para determinada casa lotérica de Londrina e jornal impresso. Também trabalhou em algumas emissoras de rádio. É fundador do projeto SEO Guru. Artigo escrito especialmente para blog do Chaguinhas.


As Testemunhas de Jeová convidam todos a assistir ao congresso “Continue a Buscar Primeiro o Reino!”


Arapongas - PR — As Testemunhas de Jeová convidam todos os seus vizinhos a assistir a seu congresso anual que se realizará no Salão de Assembléias das Testemunhas de Jeová. O tema deste ano será “Continue a Buscar Primeiro o Reino”.
George, um porta-voz do congresso, diz: “Pessoas de muitas religiões oram pelo Reino de Deus. Este congresso explicará o que é o Reino e como ele pode ser uma influência positiva em nossa vida. Um dos destaques do programa será um discurso na sexta-feira de manhã, que mostrará como o Reino tem beneficiado as pessoas hoje.” Ele acrescenta: “Uma das principais crenças das Testemunhas de Jeová, baseada na evidência bíblica e histórica, é que Jesus Cristo começou a governar como Rei do Reino de Deus em 1914. O programa do congresso aponta este ano como o centenário desse acontecimento.”
Começando neste fim de semana e se estendendo pelas próximas três semanas, as Testemunhas de Jeová estarão convidando pessoalmente a todos de Londrina a assistir ao congresso com elas. Localmente, todas as 25 congregações das Testemunhas de Jeová da região participarão na atividade de distribuir convites impressos do congresso. O primeiro dos eventos de três dias a ser realizado em Arapongas-PR começará na sexta-feira, 05 de Setembro de 2014, às 9:20 da manhã. Não será cobrado ingresso. Os congressos das Testemunhas de Jeová são financiados totalmente por meio de donativos voluntários.
Cerca de 500 pessoas virão até o Salão de Assembléias das Arapongas para o fim de semana para assistir o programa baseado na Bíblia. As Testemunhas de Jeová no Brasil planejam realizar 497 congressos em 170 cidades. No mundo todo, há quase 8 milhões de Testemunhas de Jeová em mais de 113 mil congregações.
Links relacionados:
Congressos Anuais das Testemunhas de Jeová: http://www.jw.org/en/jehovahs-witnesses/conventions/
Vídeo: International Convention Report (Relatório do Congresso Internacional): http://www.jw.org/en/jehovahs-witnesses/conventions/video-clip-international-convention-report/
Contato de mídia da região: George Douglas Kolarovicz, telefone: (043) 9695-4375

PM REALIZA OPERAÇÃO PENTE FINO NA CADEIA DE CONGONHINHAS

Ás 09h00 da manhã do dia 28 de Agosto de 2014, equipes da Polícia Militar e da Polícia Civil realizaram uma Operação Pente Fina nas celas da Cadeia Pública, o que por sua vez culminou na apreensão dos seguintes ilícitos: 05 aparelhos celulares; 02 chips para celulares, além de outros objetos não permitidos no interior da cela.

APREENSÃO DE MENOR EM JATAÍZINHO


Ás 13h40m de ontem, quinta-feira,29, a  equipe PM e do Conselho Tutelar deslocaram mediante solicitação até uma Escola Municipal, onde foi apreendido um cigarro de maconha em poder de um menino de 12 anos. Segundo a direção e supervisão da Escola, o menino em questão já causou danos materiais no local, além do que, volta e meia ele ameaça outros colegas e inclusive alguns professores. Diante do exposto, o menino foi entregue aos cuidados do Conselho Tutelar para as devidas medidas legais.

APREENSÃO DE VEÍCULOS POR IRREGULARIDADES EM SÃO JERONIMO DA SERRA

No decorrer do dia, entre os horários de 13h00 e 17h30m, equipes da PM efetuaram uma Operação de trânsito pela cidade que resultou no seguinte: Apreensão de 11 veículos entre carros e motocicletas, sendo que, três das motocicletas removidas eram oriundas de furto ou provenientes de leilão; já os demais veículos foram removidos pelas seguintes infrações: numeração de chassi pinada; dirigir sem ser habilitado; débitos com impostos de veículo; adolescente na direção; etc. No caso das três motocicletas oriundas de furto ou leilão, será realizada a devida perícia.

DIRIGIR SEM SER HABILITADO EM NOVA AMÉRICA DA COLINA

Ás 14h37m durante patrulhamento ostensivo pela Avenida Paraná, equipe PM abordou o condutor de uma motocicleta, cujo o mesmo não era habilitado e não se encontrava com os documentos da motocicleta de porte obrigatório. Logo, encaminharam-no junto ao veículo para as devidas autuações pertinentes.

Caminhão carregado de garrafas de cerveja tomba na BR 369, na região de Cornélio Procópio

Caminhão carregado de garrafas de cerveja tomba na BR 369, na região de Cornélio Procópio

Por volta das 19h de quinta feira (28), um acidente foi registrado no Km 96 da BR 369, próximo ao Restaurante Frango Assado, na região de Cornélio Procópio, onde um caminhão carregado de garrafas vazias de cerveja tombou após a carga deslizar.

Socorristas do SAMU de Cornélio Procópio foram chamados para atenderem a uma possível vítima, que por sua vez acionaram o Corpo de Bombeiros, pois havia risco de explosão, visto que havia um grande vazamento de combustível do caminhão que permanecia tombado ao lado da rodovia

De acordo com o SD Zechin do Corpo de Bombeiros, ao chegarem ao local, a equipe de combate a incêndios formada por ele e pelo SD Antunes se deparou com a área do acidente já isolada pelo pessoal da ECONORTE. Rapidamente todos os procedimentos foram tomados, com o desligamento dos cabos da bateria, o estancamento do combustível que vazava e a aplicação de espuma para evitar qualquer risco de fogo.

Por sorte o motorista não se feriu e pode relatar aos bombeiros que se salvou graças ao cinto de segurança. O condutor ainda informou que sentiu quando a carga se movimentou quando ele trafegava pela rodovia, então ele diminuiu a velocidade e praticamente o caminhão, que estava com o tanque de combustível cheio, acabou tombando parado ante de chegar a uma curva, revelou o SD Zechin

O SD Zechin, salientou que o acidente ocorreu em um trecho da rodovia que oferece uma terceira faixa, o que possibilitou uma sinalização mais eficiente para os motorista que trafegam em uma velocidade maior, gerando mais segurança tanto para as equipes de trabalho, como para os usuários da rodovia.

O bombeiro chamou a atenção dos condutores em geral, para que estes diminuam a velocidade de seus veículos imediatamente ao avistarem cones ou giroflex de ambulâncias, veículos de atendimento e viaturas policiais, pois isto indica acidentes ou outras situações de risco e seguindo esta orientação, certamente motorista podem evitar colocar a sua vida em perigo, como também de terceiros.

fonte - www.anuncifacil.com.br

PRESIDENTE DO PROS DE S.S. DA AMOREIRA, VAGNO ORIAS VAI DE TIAGO AMARAL E DEP JOÃO ARRUDA


O jovem Vagno Orias, Ex Candidato a Vereador de São Sebastião da Amoreira, que na última eleição ficou por 03 votos, para conseguir uma Cadeira na Câmara de Vereadores,que inclusive, se dedica a diversos seguimentos profissionais, estando atualmente fazendo o Curso de Direito, sendo inclusive, o Presidente do PROS - Partido Republicano da Ordem Social, se definiu com relação às eleições de Outubro/2014. Vagno Orias que tem uma enorme família em S.S. da Amoreira, está apoiando para Deputado Estadual Tiago Amaral e para Deputado Federal, Dep João Arruda. Como todos sabem, esses candidatos contam com o apoio na cidade do Ex Prefeito Adevilson Gouveia, sendo que João Arruda conta tambem com o apoio da Exlaine Gaspar, a Laine, do Ex Vereador Genito, do atual Vereador Luan Gaspar e do tambem atual Vereador Edson Lourenço, o Édinho Funileiro, além de Ex Vereadores.

CANDIDATO AO SENADO MARCELO ALMEIDA(PMDB) CUMPRE AGENDA NO NORTE DO PARANÁ









O Candidato ao Senado, Marcelo Almeida(PMDB), esteve reunidos com filiados do PMDB de São Sebastião da Amoreira, na noite de ontem, quinta-feira,28, sendo recebido na Chácara do Ex Prefeito Expedito Campos Gaspar, o Dito Cardoso, onde conversou com os presentes, contando detalhes de sua carreira política e apresentando seus projetos e suas idéias para o trabalho que pretende desenvolver no Senado Federal, se for o vencedor no pleito de Outubro/2014.

Estiveram presentes no evento, a Presidente do PMDB local, Exlaine Gaspar, a Laine, o Ex Vereador Genito dos Santos, o atual Vereador Luan Gaspar, os Vereadores de Cornélio Procópio, Fernando Peppes e o Rafael Haddad, além do Vice Prefeito de Nova Santa Bárbara, o Neguinho.

Estiveram presentes tambem, o Pároco da cidade, Padre Lima, Policial Rodoviário Ramos, Policial do Corpo de Bombeiros, Odelavio Cassassola, o Empresário Cleomar Fabri, além de várias pessoas da comunidade.

Ruas de Assaí sem pavimentação receberão pedras irregulares‏




Em Curitiba o prefeito Luiz Mestiço foi recebido pelo Secretário de Estado de Infraestrutura e Logística José Richa Filho para tratar sobre o projeto de calçamento com pedras irregulares.
O recurso de 1,3 milhões está assegurado, faltando apenas detalhamento do projeto para autorização do processo licitatório. As pedras serão aplicadas em todas as ruas sem pavimentação e ainda construção de meio fio.
O projeto contempla a Av Industrial, Ruas Genachi Azuma, Goiás,Petrópolis, José Bento Duarte, rua das Camélias, prolongamento das ruas Niterói  e Maria Alice  próxima a Escola Técnica, rua Manoel Ribas próximo Escola Maria Mitiko Tsuboi, ruas Orlando Gregório e Miyuki Saito próximo ao Estádio Municipal, Conjunto Onde Moras  entre outras.
“Com este investimento estaremos resolvendo um problema que há anos a população vem enfrentando. Todas as ruas de terra receberão as pedras que trará mais tranquilidade para as famílias tanto em dias de chuva, como em tempo de seca, amenizando os transtornos”, comente ao prefeito Luiz Mestiço.

Murilo Leonardi
Assessor de Imprensa
Prefeitura Municipal de Assaí

Sicredi distribui R$ 1 milhão em prêmios

Sorte em Campo premiou associados que adquiriram produtos ou indicaram novos associados


O Sicredi, instituição financeira cooperativa com mais de 2,6 milhões de associados, distribuiu R$ 1 milhão na promoção “Sorte em Campo“, que sorteou, semanalmente, 25 prêmios de                 R$ 30 mil, no período de fevereiro a julho. A rodada final, em agosto, contemplou com R$ 250 mil um associado de Boa Vista da Aparecida, da área de atuação da Cooperativa Sicredi Fronteiras, no Paraná.
Participaram da promoção associados que investiram em poupança, depósito a prazo, fundos de investimento e capital social ou que indicaram novos associados. No período da campanha, a carteira de captação da instituição cresceu 12% e a conversão de novos associados chegou a 45% dos indicados.
 Todos os prêmios foram pagos em títulos de capitalização e os nomes dos vencedores e as datas dos sorteios podem ser conferidos no site www.sorteemcampo.sicredi.com.br/winners. Os números que correram pela Loteria Federal estão registrados no processo 15414.9000130/2013-82 da Superintendência de Seguros Privados (SUSEP), órgão vinculado ao Ministério da Fazenda e responsável pelo controle e fiscalização dos mercados de seguro, previdência privada, capitalização e resseguro.
Abaixo, as cooperativas e as respectivas cidades dos associados premiados.

Prêmios de R$ 30 mil reais
Sicredi Vale do Cerrado (Campo Verde/MT), Sicredi Pioneira RS (Caxias do Sul/RSSicredi Pampa Gaúcho (Uruguaiana/RS), Sicredi Vanguarda PR/SP (Santa Tereza do Oeste/PR), Sicredi Fronteira PR/SP (Boa Vista da Aparecida/PR), Sicredi Agroempresarial PR (Marialva/PR), Sicredi Carajás PA (Redenção/PA), Sicredi Zona Sul/RS (São Lourenço do Sul/RS),Sicredi Vale do Rio Pardo (Venâncio Aires/RS), Sicredi Alto Xingu MT (Gaúcha do Norte/MT), Sicredi Pioneira RS (Morro Reuter/RS), Sicredi Vanguarda PR/SP (Medianeira/PR), Sicredi Nossa Terra PR (Cafelândia/PR), Sicredi Grande Palmeira RS (São José das Missões/RS), Sicredi Vanguarda PR  (São Miguel do Iguaçu/PR), Sicredi Vanguarda PR  (São Miguel do Iguaçu/PR), Sicredi Planalto Médio RS (Pontão/RS), Sicredi Serrana RS (São Marcos/RS), Sicredi Vanguarda PR (Tibagi/PR), Sicredi Sul MT ( Rondonópolis/MT), Sicredi Celeiro Centro Oeste MS (Paraíso das Águas/MS), Sicredi União PR/SP (Cambé/PR), Sicredi Vale do Cerrado MT (Campo Verde/MT), Sicredi Norte MT (Carlinda/MT), Sicredi Sul/MT (Rondonópolis /MT).


Prêmio final: R$ 250 mil
Sicredi Fronteiras PR/SC/SP (Boa Vista da Aparecida/PR).

Sobre o Sicredi
O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa com mais de 2,6 milhões de associados e 1.283 pontos de atendimento, em 11 Estados* do País. Organizado em um sistema com padrão operacional único conta com 100 cooperativas de crédito filiadas, distribuídas em quatro Centrais Regionais – acionistas da Sicredi Participações S.A. - uma Confederação, uma Fundação e um Banco Cooperativo que controla uma Corretora de Seguros, uma Administradora de Cartões e uma Administradora de Consórcios. Mais informações no site sicredi.com.br. 
* Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Tocantins, Pará, Rondônia e Goiás.




Agronegócio lidera embarque de produtos ao exterior

Dos dez itens mais embarcados em portos brasileiros, sete são do setor; no Paraná índice é de nove em cada dez

Arquivo FOLHA
No primeiro semestre deste ano foram enviadas ao exterior 8,02 milhões de toneladas de produtos do complexo soja, alta de 13,43%
Carro-chefe da economia brasileira, a importância do agronegócio vai além do mercado interno. Análise da Confederação Nacional da Agricultura (CNA), com base em dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (Mdic), apontou que de janeiro a julho deste ano, dos dez principais produtos da pauta das exportações do Brasil sete eram do agronegócio. Entre eles: soja, café, bovinos, aves e suínos, itens que lideram as exportações brasileiras. Os únicos produtos que não se enquadram no agronegócio entre os mais comercializados no exterior são: Petróleo e derivados, bens de consumo duráveis e minérios.

Nos sete primeiros meses de 2014, a soja em grão seguiu na liderança das exportações brasileiras do agronegócio com uma arrecadação de US$ 19,3 bilhões, 14,4% a mais no comparativo com o mesmo período do ano passado. Outro item de destaque no período foi a carne bovina com crescimento de 16,7% a um total comercializado de US$ 3,3 bilhões. Além disso, chamou a atenção a alta de 16,1% na receita dos negócios de café que somou no período US$ 3,1 bilhões.

No Paraná, segundo maior produtor agrícola do País, perdendo somente para Mato Grosso, dos dez principais produtos exportados, nove são do agronegócio. O único exportado fora do segmento agropecuário é automóvel, que ocupa a 6ª posição no ranking do Estado. Segundo dados do Mdic, analisados pela Federação da Agricultura do Estado do Paraná (Faep), no ano 2000 os produtos do agronegócio representavam 62% da pauta das exportações. Em 2013 essa representatividade saltou para 74%. O agronegócio paranaense movimentou no ano passado US$ 13,54 bilhões, a um total de US$ 18,23 bilhões de produtos enviados pelo Paraná ao exterior.

O complexo soja (grão, óleo e farelo), lidera as exportações paranaenses. No ano passado a receita do embarque desses três produtos chegou a US$ 6,15 bilhões, 14,15% a mais se comparado a 2012. No primeiro semestre de 2014 o embarque de produtos do complexo soja registrou um incremento de 13,43% na mesma base de comparação com o ano passado. Ao todo, em 2014 foram comercializados no mercado externo US$ 4,20 bilhões. Só a soja em grão representou 44% da receita de todos os produtos embarcados pelo Paraná no semestre. Em volume, no primeiro semestre deste ano foram enviadas ao exterior 8,02 milhões de toneladas de produtos do complexo soja, alta de 13,43%.

Pedro Loyola, economista da Faep, explica que o alto ganho em produtividade das lavouras de soja garantiu o aumento da participação do complexo nas exportações paranaenses. Além disso, completa o especialista, o processo de agroindustrialização, que tem crescido no Paraná nos últimos anos, estimulou o embarque de produtos de maior valor agregado. O economista ainda completa que a abertura do mercado chinês foi o maior responsável pelo aquecimento das exportações paranaenses do complexo soja.

A tendência, observa Loyola, é de que as vendas do agronegócio no segmento soja não se alterem muito nos próximos anos devido ao limite máximo de crescimento da produtividade que a cultura tem atingindo. Porém, o economista vê no milho um item em potencial para elevar a pauta das exportações paranaenses, já que a cultura tem muito o que crescer em termos de produtividade. Outros produtos que compõem a pauta das exportações paranaenses do agronegócio são: aves, suínos, bovinos, madeira, borracha, entre outros.

Indústrias
A agroindústria também tem contribuído para elevar as vendas externas do agronegócio paranaense, segundo avalia Francisco José Gouveia de Castro, economista do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes). Segundo ele, o setor de alimentos representa 21% da transformação industrial do Estado. "O agronegócio é o setor que mais tem representatividade no Paraná", declara. Castro observa que a tendência é que o Estado exporte mais produtos acabados daqui para frente, o que será muito importante para a economia local. "A agroindústria está preparada para exportar", enfatiza o economista.




Ricardo Maia
Reportagem Local-FOLHA DE LONDRINA

Juiz retira ex-vereadores de ação por improbidade

O juiz da 2ª Vara da Fazenda Pública de Londrina, Emil Gonçalves, entende que não há indícios de improbidade administrativa contra cinco ex-vereadores da legislatura 2005-2008, no caso envolvendo o projeto de lei sobre o loteamento de chácaras "Estância Bom Tempo". Conforme denúncia feita pelo Ministério Público (MP) do Paraná, Henrique Barros (PMDB), Flávio Vedoato (PSC), Luiz Carlos Tamarozzi (PTB), Sidney de Souza (PTB) e Gláudio de Lima (PT) teriam recebido propina para facilitar a aprovação de proposta que autorizava os proprietários a cercarem o empreendimento. O projeto foi aprovado na Câmara e sancionado pelo Executivo em 2007.

Em decisão publicada na quarta-feira, porém, o juiz negou a irregularidade e manteve a ação apenas contra os ex-parlamentares Orlando Bonilha (PR), Renato Araújo (PP) e o espólio de Osvaldo Bergamin (PMDB), morto em 2010. Em relação a eles, o juiz vê a necessidade de esclarecer "pontos controvertidos", pois teriam cobrado R$ 120 mil dos empresários, em quatro parcelas, com notas promissórias com datas de vencimento posteriores à aprovação do projeto.

Segundo o magistrado, apenas a delação de um corréu, no caso, Bonilha – que confessou ter recebido propina –, não é suficiente para comprovar o envolvimento dos demais e o consequente enriquecimento ilícito.

Em comum, os parlamentares excluídos do processo alegaram na defesa prévia que havia suposta animosidade contra eles por parte de Bonilha, que teve o mandato cassado ao final daquela legislatura. A ação foi apresentada à Justiça em 2011.

O MP pede na ação civil pública a devolução de R$ 120 mil, que teriam sido acrescidos irregularmente aos patrimônios dos acusados, perda de função pública e suspensão dos direitos políticos, além de proibição de contratar com o poder público e multa. Ontem, a reportagem não conseguiu contato com representantes do MP para comentar a exclusão dos ex-vereadores.
Edson Ferreira
Reportagem Local-FOLHA DE LONDRINA

FUTEBOL - Tencati quer LEC agressivo em Penápolis

Com mudança no estilo de jogo, Tubarão terá uma nova formação no meio campo diante do Penapolense

Gina Mardones
Rone Dias disputa com Léo Maringá uma vaga entre titulares contra Penapolense
O técnico Cláudio Tencati quer mais velocidade e ímpeto do Londrina para a partida de amanhã, contra o Penapolense, às 13 horas, em Penápolis, pela segunda rodada do returno da Série D do Campeonato Brasileiro. Para tanto, ele já avisou que mexerá no meio campo, setor responsável por dar ritmo à equipe. Assim, Rone Dias e Léo Maringá voltam a protagonizar uma briga por uma vaga no time.

"Para esse jogo fora de casa a opção é de Rone ou Léo Maringá. Os dois juntos não vai caber, porque vai ficar lento. Tem o retorno do Joel e a gente pretende de novo ter um ritmo mais forte, mais agressivo. Então temos que buscar esse caminho", afirmou Tencati.

A lentidão e a falta de iniciativa foram marcas registradas das duas últimas partidas. Coincidentemente, Léo Maringá não foi bem em nenhuma delas e corre riscos. Bidia, Anderson, que ganhou uma vaga no time, e Celsinho, estão garantidos.

Na defesa, Tencati terá que mexer. Sílvio cumpre suspensão pela expulsão diante do Boavista e fica de fora. Leonardo Dagostini entra em seu lugar. Na lateral-esquerda, Diego Prates ganhou a vaga de Allan Vieira. Como o próprio treinador adiantou, no ataque, Joel volta ao time na vaga de Madison. O camaronês vive grande fase, sua transferência vem sendo especulada e ficou de fora do duelo contra os cariocas por causa de uma virose.

Apesar de o duelo ser fora de casa e de um empate já ser bom para o Londrina, Tencati não abre mão da vitória. "Além do confronto direto, para nós é a chance de carimbar a classificação para a próxima fase e alcançar um dos objetivos traçados. Já o Penapolense necessita somar pontos, porque tem a sua frente nós e o Metropolitano, sendo que somente duas equipes seguem adiante", apontou. O time viajou ontem à noite para Penápolis, onde se concentra para o duelo. O Tubarão lidera o grupo A8 com 13 pontos, enquanto o Penapolense é o terceiro com cinco.
Thiago Mossini
Reportagem Local-FOLHA DE LONDRINA

LONDRINA - Moradores criam buracômetro na Zona Sul

Eles contaram um a um os 1.222 buracos na Rua Iugoslávia e aguardam providências da prefeitura

César Augusto
Moradores fizeram "festa" com fogos de artifício e café da manhã durante a instalação da placa
Londrina - Os moradores da Rua Iugoslávia, região sul de Londrina, "perderam a paciência" com a administração pública e inauguraram na manhã de ontem o buracômetro. O protesto usou tom de ironia, já que os moradores fizeram "festa" com fogos de artifício e café da manhã durante a instalação da placa. O morador Marcos Vinícius Jorge, servidor aposentado, no entanto, garantiu que apesar do "tom de bom humor" a ação extrema é um dos últimos artifícios pensados por eles para que o problema seja resolvido definitivamente. "Não existe o impostômetro? Aqui inauguramos o buracômetro. Contamos os buracos da rua, um por um, e o número está em 1.222. É um absurdo essa situação", desabafou.

Segundo o morador, há anos eles entram com requerimentos na secretaria municipal de Obras e Pavimentação para que a rua receba recape, inclusive anexando fotos dos buracos. "Não queremos operação tapa buraco porque não resolve nada. Eles fazem a cobertura, vem uma chuva e leva tudo. Aqui faz mais de 15 anos que a rua não é recapeada", insistiu. Há quatro semanas, com objetivo de chamar atenção do poder público, os moradores pintaram o nome dos 19 vereadores nos buracos das ruas. "Quero explicar que não temos cunho político, tanto é que pintamos os nomes de todos. Não nos importamos com quem está no poder, desde que resolvam nosso problema."

Ele afirmou ainda que a placa, os fogos e o coquetel foi custeado pelos próprios moradores. "Foi do nosso bolso. Queremos uma solução porque nós pagamos impostos e temos o direito de termos o retorno do nosso dinheiro. Se cobram os impostos da gente, temos que cobrar soluções."

Na placa, a frase "Estamos um dia sem recape" será atualizada todos os dias, até que a situação seja resolvida. "Esperamos que não demore muito, senão tomaremos uma atitude ainda mais drástica." Sobre a Lei Cidade Limpa, que pode barrar o uso da placa, Jorge afirma que já foi pensada em uma solução. "Se necessário, vamos mover para dentro de uma das casas da esquina."

O morador José Meurer, representante comercial aposentado, acrescentou que faz 11 anos que nem a operação tapa buracos chega até a quadra onde ele mora. "Fizeram algumas vezes na quadra de baixo, mas é tão malfeito que eu nem faço questão. Precisa de recape mesmo."

O secretário municipal de Obras, Walmir Matos, afirmou à reportagem que não comentaria sobre a placa porque considerava uma atitude "provocativa" dos moradores. "Vou resolver o problema dessa rua quando tiver condições de resolver o problema de todas as ruas que estão na mesma situação", declarou.
Paula Barbosa Ocanha
Reportagem Local-FOLHA DE LONDRINA

Prefeitura de Ibiporã apura denúncia de maus-tratos a cães

Suspeita é de que os animais seriam comercializados de forma irregular

Fotos: Celso Pacheco
Mais de 20 cães de raça foram encontrados em uma chácara da zona rural de Ibiporã
Havia água e comida para os cachorros, mas eles viviam em meio à sujeira
Animais estavam presos em gaiolas dentro de uma casa
Ibiporã – Uma denúncia anônima levou policiais militares e representantes da Prefeitura de Ibiporã até uma propriedade rural próximo às margens do rio Tibagi. No local, havia mais de 20 cães de raça, entre filhotes e adultos de pequeno porte, abrigados em condições precárias. Os animais estavam presos em gaiolas dentro de uma das casas. Fezes e sujeira estavam espalhadas pelos três cômodos e o cheiro forte e a falta de higiene chamaram a atenção da equipe.

A representante da ONG de Ibiporã Instituto Carlos Galera, Maria Galera, se surpreendeu com a situação encontrada no local. "Os animais estão aparentemente saudáveis, havia água e comida para eles, mas eles permanecem em gaiolas pequenas, com muita sujeira e isso caracteriza maus-tratos", comentou. A ONG mantém um projeto de proteção a animais abandonados e destina cães encontrados nas ruas para adoção.

Nenhum responsável pela chácara estava na residência no momento da fiscalização. De acordo com o soldado da PM de Ibiporã Edgard Soares, o portão principal da propriedade estava apenas encostado quando a equipe chegou ao local. Os cães foram soltos assim que os policiais entraram na casa. Em outro imóvel, nos fundos do terreno, havia móveis velhos e apenas uma cama em um dos cômodos. O local aparentava estar abandonado.

O técnico da Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal de Saúde, José Aparecido Moreira, ressaltou que as condições estavam inadequadas. "Vamos ter que localizar o responsável e pedir explicações. Não podemos retirar os animais e levá-los daqui sem autorização da Justiça", explicou.

A chácara é alugada e pertencia a uma advogada de Ibiporã que foi encontrada morta dentro de um poço artesiano existente no local. A equipe não conseguiu contato com a locatária, mas a prefeitura de Ibiporã promete dar continuidade a apuração das denúncias.

Além das condições de maus-tratos, também há a suspeita de que os animais seriam comercializados de forma irregular. Havia cães das raças Yorkshire, Beagle e Spitz Alemão e filhotes que podem ser vendidos a um valor de até R$ 4 mil.

Após a fiscalização, a prefeitura de Ibiporã pretende pedir explicações ao responsável pelo imóvel. O secretário Municipal de Agricultura e Meio Ambiente, Tomas Falkowski, argumentou que é preciso verificar se há algum responsável técnico pelos animais, se eles foram vacinados da forma adequada e se há algum tipo de registro de cada um dos cães. "Ainda não podemos classificar isso como crime. Os animais estão bem tratados, falta higiene. Vamos comunicar o Ministério Público, que deve convocar essa pessoa responsável para prestar esclarecimentos", afirmou.

A ONG que acompanhou a operação não tem condições de oferecer abrigo para todos os animais, mas pretende buscar parcerias caso os representantes consigam uma autorização para remover os cães do local.
Viviani Costa
Reportagem Local-folha de londrina

Pequenos municípios dependem do FPM - Conheça a realidade do menor município do PR

Jardim Olinda, com 1.416 habitantes, é o menor município do Paraná e o 15º do País. Outra cidade paranaense entre as 25 menores do Brasil é Nova Aliança do Ivaí, com 1.509 moradores. 

Sem grandes indústrias, com poucas opções no comércio e recursos parcos de Impostos Sobre Serviços (ISS) e de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI), as cidades, no Noroeste do Estado, se sustentam apenas com os recursos vindos da União por meio do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). 

"Temos também alguns recursos do governo estadual do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), mas neste período, por exemplo, o repasse do FPM diminuiu em virtude do pagamento da restituição do Imposto de Renda. As dificuldades são muito grandes", frisou o prefeito de Jardim Olinda, Juraci Paes (PTB), que viu a população diminuir em oito habitantes em relação a 2013. 

O município, que fica à margem do Rio Paranapanema, na divisa com São Paulo, tem um orçamento anual de R$ 8 milhões, grande parte utilizada para pagar os salários dos 140 servidores municipais e dos 30 cargos comissionados. "Até o final do ano a cidade vai ganhar uma indústria do ramo madeireiro e uma cerâmica. As duas vão gerar 60 empregos e o investimento será de R$ 16 milhões", relatou o prefeito. 

Nova Aliança do Ivaí fica a 15 quilômetros de Paranavaí e as principais atividades do município são a pecuária e a agricultura, com o cultivo de mandioca, cana-de-açúcar, laranja e abacaxi. A prefeitura tem um orçamento mensal de R$ 600 mil e conta com 110 servidores públicos e dez cargos em comissão. Em 2013, a população da cidade era de 1,5 mil moradores. 

"As dificuldades são enormes e os recursos que recebemos não dá para investir na infraestrutura da cidade, como asfalto, iluminação. Desta forma, fica complicado atrair indústrias para a geração de empregos e renda", ressaltou o prefeito João Tormena (PT). Segundo o IBGE, o menor município do País é Serra da Saudade (MG), com 822 habitantes. (L.F.C.)

FONTE - FOLHA DE LONDRINA

Maiores cidades do PR crescem acima da média nacional

População brasileira aumentou 0,86% no último ano e atingiu a marca de 202,7 milhões de habitantes

Marcos Zanutto
População de Londrina cresceu 1,01% no último ano e passou de 537.566 para 543.003
Londrina – As cinco maiores cidades do Paraná tiveram crescimento populacional superior à média nacional, de acordo com a nova estimativa da população brasileira divulgada ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os números, com data de referência de 1º de julho, mostram que o Brasil tem 202.762 milhões de habitantes, e o Paraná, 11.081 milhões.

O levantamento apontou que o crescimento médio da população do País cresceu 0,86% no último ano. Na contramão nacional, Maringá cresceu 1,54%, saltando de 385.753 habitantes para 391.698. Cascavel aumentou a sua população em 1,19% e agora tem 309.259 moradores contra 305.615 em 2013. Ponta Grossa tem hoje 334.535 habitantes contra 331.084, um aumento de 1,04%.

A população de Londrina cresceu 1,01% no último ano e passou de 537.566 para 543.003. A cidade continua sendo a quarta maior da Região Sul, ficando atrás de Curitiba, Porto Alegre e Joinville. Londrina é a 38ª maior cidade do Brasil e a 18ª entre os municípios interioranos.

Curitiba, a oitava maior cidade do País, cresceu no limite da média nacional: 0,86%. A população da capital paranaense saltou de 1.848,946 para 1.864,416. Levando em conta os 399 municípios, a população paranaense cresceu abaixo da média nacional, com índice de 0,76%, puxado pelo crescimento tímido das cidades com menos de 100 mil, que foi nacionalmente de 0,72%.

REGIÕES METROPOLITANAS
Formada por 25 municípios, a Região Metropolitana de Londrina (RML) aparece entre as 25 maiores regiões metropolitanas do País. É justamente a 25ª e a única, além da de Campinas, cuja cidade polo não é uma capital estadual. E ainda que a RML seja carente de uma organização geopolítica que fortaleça sua estrutura e integre seus municípios, não deixa de ser relevante sua colocação nacional. É o que avalia a professora do departamento de Geociências da Universidade Estadual de Londrina (UEL), Tânia Maria Fresca. "É uma posição de destaque e é óbvio que isso é relevante porque coloca Londrina entre as 25 cidades mais importantes do País", defendeu.

Mas há outros fatores mais prementes que devem ser levados em conta quando se discute se de fato a Região Metropolitana de Londrina está cumprindo seu papel, observa a professora. "Discutir o nível de desenvolvimento da RML pressupõe outros elementos, como qual a participação do PIB, geração de emprego, infraestrutura, mobilidade urbana, projetos direcionados à água, ao lixo, à saúde, enfim, que o potencial econômico, populacional e social de seus municípios seja garantido, o que não tem acontecido."

E não tem acontecido, segundo Tânia Fresca, porque se por um lado há municípios com atividades econômicas consolidadas, como Londrina, Cambé, Ibiporã, Rolândia, Arapongas e até Jaguapitã, com sua produção avícola, por outro, a RML se viu inflada por critérios políticos. "Boa parte dos municípios que entraram na RML o fez para poder ter acesso aos recursos federais. Essa é uma das questões, ampliar demasiadamente a região metropolitana sem critério algum", criticou.

INTEGRAÇÃO
Em relação à população da Região Metropolitana de Londrina não atingir 1 milhão de habitantes, ao contrário do que está no imaginário dos londrinenses, a professora da UEL fez uma ponderação: "Do ponto de vista oficial, Apucarana está fora da RML. Mas do ponto de vista real, as articulações com Londrina são intensas e muito fortes. Se levar em conta isso, a população aumenta para mais 1,2 milhão de pessoas", disse ela, destacando que o fluxo diário nas linhas metropolitanas que trafegam entre Apucarana e Rolândia e Rolândia e Londrina é de 4 mil pessoas. A mobilidade de forma integrada poderia ser ainda maior, afirmou a professora. "Uma possibilidade para que as cidades menores não tenham aderido ao transporte metropolitano é que ou os prefeitos desconhecem o processo de integração ou têm receio de que a integração implique em perda de consumo em suas cidades, e a gente sabe que a base econômica desses municípios é o comércio local", refletiu.



FOLHA DE LONDRINA
Lucio Flávio Cruz e Diego Prazeres
Reportagem Local

Carro roubado em Londrina é recuperado em Ibiporã

Redação Bonde
QR:
Flip

Policiais civis da Delegacia de Furtos e Roubos de Londrina recuperaram, na tarde desta quinta-feira (28), um Peugeot 206 roubado na cidade e abandonado em Ibiporã (região metropolitana de Londrina). O carro foi encontrado por volta das 15h.

O criminoso fugiu pela Estrada dos Pioneiros e abandonou o veículo no Jardim Santa Paula, em Ibiporã, após perceber que era perseguido pela polícia.

Dois pneus estouraram durante a fuga. O veículo foi encaminhado à Delegacia de Furtos e Roubos de Londrina.